6 de janeiro de 2010

Aos pedacinhos num contentor

E possivelmente pedacinho pequeninos.. é assim que eu vou acabar.
Faltam 30 minutos para a minha hora de saída e adivinhem quem é que me está a rondar a montra da loja?
Tem sido assim todos os dias desta semana.
O meu único consolo é que ele não é assim muito grande por isso em caso de necessidade tenho alguma confiança que um pontapé bem dado nos tomates e uma canelada o deixa pelo menos azambuado.
Eu sei que sou só 1 metro 53 de gente, mas isso apenas quer dizer que a minha de visão está mais perto das canelas e que por isso lhes acerto com mais facilidade. Além disso sou baixinha mas sou larga e de qualquer forma o fuinha também não tem mais que 1,65 e é lingrinhas. Eu peso mais que ele por isso para me cortar aos pedacinhos e me enfiar no contentor vai ter de se esforçar e de certeza que não sai ileso!!!!
Já telefonei ao meu pai para me vir buscar (e fazer queixinhas que a bem dizer acho que foram merecidas).
Estou para ver a cara dele quando eu sair da porta direitinha ao carro do Sr. Henrique. A ver se o estupor me faz uma cena como ontem.
Isto já só me faz lembrar aquele pin "some call it stalking... I call it love". Alguém lhe devia oferecer um...

4 comentários:

ameixa seca disse...

Já fui seguida por um ex-namorado e só me deixou em paz depois de eu lhe dizer que chamava a polícia. Qual pai qual quê? Atira-lhe um balázio às trombas pahhh ;)

Taralhoca disse...

Eu antes de entrar no carro inutilizava-lhe primeiro o material. Assim, mesmo que alguns dias depois te corte aos pedacinhos, já não estará habilitado a fazer mais nada :)

Spirit disse...

É só violência.. então e o assassino contratado para tratar do trabalho sujo?

Voador disse...

Mas deixo-lhe a seguinte pergunta: Como é que a menina se foi encantar por dois tostões (agora, são cêntimos...) de gente? Ainda por cima, aguentou 3 anos? Sofredora...